Cirurgia robótica na urologia: Entenda mais sobre e suas vantagens

Cirurgia robótica na urologia: Entenda mais sobre e suas vantagens

Os Urologistas são profissionais altamente especializados e qualificados para procedimentos cirúrgicos. Mesmo assim, existem limites para os movimentos das mãos humanas. Nesses casos, a cirurgia robótica é uma importante aliada. Você já ouviu falar nela? Trata-se de um tipo de procedimento onde o médico manipula um robô de alta precisão, que faz os movimentos cirúrgicos, por meio de comandos gerados em um console joystick. A cirurgia assistida por robô permite uma significativa redução da agressividade do trauma cirúrgico, proporcionando uma rápida recuperação pós-operatória.

A Urologia é uma das principais especialidades que utilizam essa tecnologia, além de ser indicada para vários procedimentos. A técnica abre diversas oportunidades para o tratamento do câncer de próstata, de doenças nos rins, bexiga e todo o trato urinário de forma minimamente invasiva.

A precisão é muito maior, com pinças, câmera e instrumentos inseridos através de incisões com cerca de 8 mm. O médico cirurgião controla os movimentos do robô através de um console com monitor. A movimentação e a estabilização da máquina são muito precisas e otimizam movimentos similares aos criados por mãos humanas. Até mesmo em casos de tumores maiores, a cirurgia robótica pode ser utilizada.

Como é realizada a Cirurgia Robótica?

Ela é realizada por meio de acessos laparoscópicos. Assim, as grandes incisões das cirurgias tradicionais dão lugar à câmera de vídeo e as pinças utilizadas no procedimento, que são introduzidas através de pequenos orifícios. É importante salientar que em nenhum momento o robô opera sozinho. Os movimentos dos braços robóticos e das pinças são todos realizados e conduzidos pelos médicos cirurgiões através de uma tela de alta definição em um painel de controle.

Cirurgia Robótica

Vantagens da cirurgia Robótica

As cirurgias urológicas costumam ser realizadas em regiões anatômicas de difícil acesso e repletas de estruturas nobres. Entre elas, os nervos responsáveis pela ereção e o esfíncter responsável pela continência urinária, por exemplo. Quanto menos essas estruturas forem manipuladas durante a cirurgia, menores os riscos de alterações na fisiologia do paciente e, com isso, maior a recuperação funcional.

Além disso, os sangramentos durante a cirurgia são menores. O paciente também sofre com menos dores no pós-operatório e as cicatrizes são muito menores do que as das cirurgias tradicionais, sendo quase imperceptíveis. Os riscos de disfunção erétil e incontinência urinária após o procedimento também tendem a ser menores.

De forma geral, os principais benefícios são:

  • Melhor visualização do campo cirúrgico;
  • Reconstrução mais segura das camadas do rim;
  • Movimentos delicados e precisos;
  • Menor perda de sangue;
  • Menor tempo de internação;
  • Menos dor após a cirurgia.

Quais são as indicações da Cirurgia Robótica na Urologia?

  • Pacientes com tumores de próstata;
  • Pacientes com tumores nos rins;
  • Pacientes com tumores na bexiga;
  • Pacientes com tumores nos ureteres;
  • Pacientes com tumores nas glândulas adrenais ou suprarrenais.

É fundamental lembrar que o procedimento deve ser feito por um profissional qualificado e de confiança. Além disso, é preciso saber se o quadro do paciente pode ser tratado por meio da cirurgia robótica. Por isso, converse com o seu médico de confiança e tire todas as suas dúvidas.

Leave a Reply

Your email address will not be published.